Emo Revival: porque foi inesquecível e motivos pra colar na próxima

Festa aconteceu em 4 de dezembro na Estação Marquês e já tem próxima edição marcada pra janeiro

Foto: Junior Pirone

A pandemia de covid-19 não tirou apenas dos artistas os shows ao vivo, produtores de evento também foram altamente afetados pelo distanciamento social, o que os levou a ficar quase dois anos sem renda, trabalho e principalmente, motivação. Com a retomada acontecendo aos 45 minutos do segundo tempo de 2021, as famosas baladas emos estão enfim voltando à ativa nas capitais e já realizaram festas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Um dos principais nomes da cena, inclusive, deixou seu comeback para o último dia 4 de dezembro de 2021 em São Paulo, num evento que pareceu um sonho para todo produtor: com os ingressos esgotados a dias antes da festa, mesmo com a capacidade limitada e respeitando as novas regras para ocasiões sociais. A Emo Revival aconteceu pela primeira vez na Estação Marquês, na Barra Funda, e ficou como marcado como um reencontro de amigos que não se viam há muito tempo.

(Foto: Junior Pirone)

Exigindo as duas doses da vacina bem como o uso de máscaras na entrada, a Emo Revival reservou o sábado a noite da cidade paulistana para dar um pontapé inicial no retorno das festas open bar da cena. Reunindo DJs como Marco Serra, Mariana Gaioto, Rafael Oska (representando a Também Fui Emo), Paty Nunes (representando o Bloco Emo) e Guilherme Tintel (representando a Emo Parade), a música ecoava entre as quatro paredes da Estação Marquês e concentravam São Paulo em um só lugar, proporcionando a reunião daqueles que foram afastados por conta da pandemia de covid-19 e marcando na memória de cada um dos presentes uma experiência inesquecível.

Pouco antes de Mi Vieira (do Gloria) subir ao palco para realizar seu set especial, o DJ e produtor da festa, Marco Serra, discursou sobre a importância da retomada dos eventos e não deixou de pontuar sobre esse sentimento de reencontrar os amigos, que inclusive batizou a edição de dezembro da Emo Revival como Reencontro. Para fechar a fala e simbolizar o momento, Serra pediu para que cada um dos presentes encontrasse seus amigos mais queridos e que, de alguma forma, deram suporte durante o período pandêmico e se abraçassem ao som de Quando Eu Caí, da Fresno.

Com a próxima edição da festa já anunciada e marcada para o dia 29 de janeiro de 2022 (cujo tema é Emos vs. Otakus), o Downstage listou cinco motivos pelos quais você deveria colar no próximo rolê da Emo Revival — independente de ter participado do Reencontro ou não.

(Foto: Junior Pirone)

Open Bar com drinks especiais

A próxima Emo Revival contará com um cardápio de respeito em seu bar: são mais de dez bebidas disponíveis para os convidados da festa desde às 23h às 5h e, inclusive, na uma hora que complementa o after party. Além de bebidas tradicionais como vodka, tequila e catuaba, a edição de janeiro ainda inclui caipirinhas e o especial e exclusivo My Chemical Drink em seu cardápio, um drink que você só encontrará em festas da Emo Revival.

Ativações especiais

Com os parceiros presentes na ocasião, a Emo Revival: Emos vs Otakus contará com estandes especiais de colares e acessórios da marca Punky Kills, além da presença em peso da Lobo Bobo, marca de roupas também parceira da festa. As ativações são fáceis de serem localizadas dentro do evento, bem como a compra é feita de forma simples e sem tumulto; dessa forma, você já pode curtir o rolê com um novo look.

Além disso, ainda há a oportunidade de sair da Emo Revival com uma tatuagem novinha em folha: tradição de todas as edições, a festa conta com um estande de Flash Tattoos e diversas opções temáticas pra você escolher e eternizar o rolê na sua pele.

(Foto: Junior Pirone)

Convidados especiais

Uma das principais características da Emo Revival é a presença de diversos convidados especiais em suas festas. Já imaginou curtir o rolê com aquele streamer ou banda que você gosta muito? Aqui você pode! Além disso, participações como a de Mi Vieira, por exemplo, ainda rendem um set pra lá de especial durante a festa, o que proporciona aos convidados a experiência de não só curtir a companhia dos músicos que você admira, como também aproveitar uma playlist escolhida a dedo por eles.

Segurança acima de tudo

Com a retomada dos eventos, a Emo Revival se preocupa com seu bem estar e segurança e está seguindo os protocolos impostos pelo Governo do Estado de São Paulo: o evento conta com álcool em gel localizados em pontos estratégicos do evento, bem como a capacidade reduzida do local, uso de máscaras obrigatório e o comprovante das duas doses de vacina na entrada da festa.

(Foto: Junior Pirone)

Acima de tudo: muita música que a gente gosta

Um rolê para curtir as bandas e artistas que você gosta: é esse o intuito da Emo Revival, acima de tudo. Entre os sets dos DJs presentes na ocasião, você pode esperar ouvir os hits de bandas como Fall Out Boy, My Chemical Romance e blink-182, além de sucessos que estão tomando conta das plataformas de streaming atualmente, como Stand Atlantic, Neck Deep e Bring Me The Horizon.

Os ingressos para a Emo Revival: Emos vs Otakus já estão disponíveis, e vale lembrar que os 300 primeiros ganharão um copo colecionável e exclusivo do evento. Adquira o seu no site oficial.

Marco Serra, produtor da Emo Revival (Foto: Junior Pirone)